Uma carreira brilhante em mercado competitivo

Formada em arquitetura e urbanismo pela Universidade de Brasília (UnB) e com MBA em Gestão de Negócios pelo Ibmec, Camila Pinheiro Rocha atua há dois anos e meio como gerente de empreendimentos na Habitar Empreendimentos Imobiliários.

Antes disso ela desempenhava a função de arquiteta em escritório próprio. Aos 29 anos, tem muitos momentos marcantes na carreira no setor imobiliário. Brasiliense, Camila é casada e acredita que uma carreira bem-sucedida só pode refletir positivamente no meio familiar.

Como momento marcante de sua carreira, ela cita a conclusão de seus projetos. “A entrega das chaves ao cliente, sem dúvida, é sempre um momento marcante, pois é a conclusão de um longo processo que nasceu a partir de uma ideia inicial, passando por todas as etapas de estudo de viabilidade, concepção, desenvolvimento do projeto, venda, construção, até a conclusão do edifício, participando, ao final, da concretização do sonho da casa própria de tantas famílias”, enumera.

Proporcional ao sentimento gratificante está o desafio constante de desempenhar bem seu papel profissional. Ao mesmo tempo em que o ingresso num mercado de trabalho promissor é positivo, esse é um setor que se revela bastante fechado e competitivo. Mas a profissão tem se valorizado em razão da grande oferta de imóveis, de crédito e ao aquecimento do mercado.

Camila nem pensa em buscar reconhecimento maior em outro estado. Nesse ponto, ela é enfática. “Não pretendo me mudar daqui, pois nasci na cidade e tenho toda a minha família e amigos aqui. Além disso, Brasília está cada vez mais atraindo empresas de outros estados e investidores”, diz.


Com o objetivo principal de conquistar junto a Habitar seu espaço dentro do mercado imobiliário, o qual acredita estar em plena expansão, Camila acredita que o mercado imobiliário de Brasília atinge atualmente um patamar superior, se comparado à evolução do setor em outras grandes capitais do país. Para ela, atuar no mercado imobiliário de Brasília, em seu atual cenário, é uma oportunidade de grande aprendizado e de crescimento profissional.


A arquiteta acredita que sua maior competência é conciliar todas as etapas, variáveis e pessoas envolvidas no processo para alcançar a satisfação do cliente. Para ela, o melhor momento é ver o trabalho se transformar em produto e perceber a satisfação das pessoas que veem o trabalho final em compatibilidade com o resultado esperado. Em contrapartida, o momento mais delicado que vivenciou nesse período foi, em sua opinião, indiscutivelmente, o ingresso no mercado de trabalho.

HENRI THIAGO PERES - JORNAL DA COMUNIDADE










   
Adverbox